sábado, 15 de dezembro de 2007

Factory Girl


Musa do artista plástico Andy Warhol, Edie Sedgwick era o que toda Paris Hilton gostaria de ser. Bonita, com um estilo inigualável e muito polêmica para a época, Sedgwick tornou-se uma superstar ao cair nas mãos de Warhol.

Nascida em Santa Bárbara, na Califórnia, em 20 de abril de 1943, Edie Sedgwick veio de uma tradicional família americana, tendo entre os seus antepassados Willian Ellery, um dos responsáveis pela assinatura da Declaração de Independência dos Estados Unidos e Robert Bowne Minturn, criador do Central Park, em Nova Iorque. Seu pai, Francis Minturn Sedgwick, era fazendeiro e dono de poços de petróleo. Com uma relação familiar tumultuada, Edie perdeu dois dos sete irmãos, que cometeram suicídio: um se enforcou em uma instituição psiquiátrica e outro se jogou de moto em frente a um ônibus nas ruas de Nova Iorque.

Em 1965 Edie Sedgwick abandona o curso de artes na Universidade de Cambridge e volta para NY, onde conhece Andy Warhol em uma festa. Depois disso, começa a freqüentar regularmente The Factory, estúdio de Warhol situado na Midtown Manhattan, freqüentado por personalidades como Truman Capote, Ultra Violet, Mick Jagger, Gerard Malanga, a banda Velvet Underground e muitas outras.

Andy Warhol além de artista plástico, também fazia filmes underground. Após uma pequena participação de Edie em dois de seus filmes, o artista decide dar a ela um papel principal. Surgia Poor Little Rich Girl (Pobre Menina Rica), em que Sedgwick era filmada em seu apartamento, fazendo pequenas atividades do seu dia-a-dia com trilha sonora de fundo de Everly Brothers. Embora os filmes de Warhol não fossem um sucesso comercial, Edie Sedgwick conquistou a mídia com seu incrível estilo, que incluía enormes brincos chandelier, muitas estampas de onça e mini-vestidos. Também fez sucesso ao cortar os cabelos curtos e pintá-los de louro, semelhante às perucas que Andy Warhol usava.

A relação de Edie e Warhol sofre um desgaste quando a socialite conhece Bob Dylan e se apaixona por ele. O músico é suspeito de ser um dos responsáveis por causar intrigas entre os dois amigos. Dylan não gostava do fato de Sedgwick nunca ter sido paga pelos seus trabalhos para o artista pop.

Após gastar toda a sua herança em apenas seis meses (!!!) Edie tem sua fonte de renda cortada pela família e então sua decadência começa. Viciada em drogas, principalmente em heroína, rompe definitivamente com Andy Warhol, que a substitui por Nico, da banda The Velvet Underground. Seu último filme é Ciao Manhattan, de John Palmer e David Weisman, em que conta sua experiência na Factory.

Em 1969 Sedgwick é internada em um hospital psiquiátrico devido ao excessivo uso de drogas. Depois de idas e vindas, casa-se em julho de 1971 com Michael Post, também ex-interno da clínica. No dia 16 de novembro Edie Sedgwick morre depois de ingerir uma dose exagerada de remédios. Tinha apenas 28 anos.


*Quem quiser saber mais sobre Edie Sedgwick é só assistir Uma Garota Irresistível, já disponível nas locadoras. Com Sienna Miller no papel de Edie e Guy Pearce como Andy Warhol.

2 comentários:

MARIA PAULLINO disse...

eu sempre procuro um tempo p ler coisas interessantes e seu blog é um dos favoritos, amei os post é um fonte de inspiração

Ivy Lemes disse...

U-au! Adorei. Não conhecia nada sobre ela ;)
Beijos.