sábado, 12 de abril de 2008

Protestando com estilo

Abaixo look de estudante francesa em protesto contra corte de vagas de docentes no ensino público francês. Paris é Paris né. Sem mais comentários.

Enquanto isso no Brasil...
Estudantes da UNB comemoram o afastamento do reitor Timothy Mulholland, acusado de desviar dinheiro de pesquisa para decorar seu apartamento.

7 comentários:

Multifuncional disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Impressora e Multifuncional, I hope you enjoy. The address is http://impressora-multifuncional.blogspot.com. A hug.

Francielle da Maia disse...

Adorei a matériaa, realmente comentários não são necessários..rs.
Beijos.

www.francielledamaia.wordpress.com

Márcia Mesquita disse...

hahahahahahahahahah!!!

estou lendo aquele livro "Moda e seu papel social..." e lá diz que homens da classe operária do final do séc. 19 entrevistados sobre seus guarda-roupas faziam questão de se vestirem bem, mas se consideravam revolucionários.

parece que o costume continua né hehehe

bjs

Fê Resende disse...

eita barriga de fora dus infernus. vixe.

aloha san disse...

Eu não compararia os franceses com os brasileiros. E penso que poucos estudantes em Brasília estavam preocupados em aparecerem de modo "fashion" no protesto visto que em grande parte são estudantes com poucos recursos (duvido muito que esses que aparecem na foto sejam de Medicina ou Direito - que vem de classes mais abastadas e por isso se vestem de acordo com o que dita a "moda erudita")... Além do mais se eles estavam protestando exatamente contra o LUXO gasto com dinheiro público seria uma contradição vê-los em trajes menos modestos.

Ana Helena Miranda disse...

Aloha San, eu também duvido muito que esta estudante francesa seja de uma classe abastada, e de nenhuma maneira seu vestuário é de luxo (para saber como os franceses abastados se vestem acesse http://fashionistasgracasadeus.blogspot.com/2008/03/moda-artisticamente-vestida.html), o que o post mostra é exatamente como a moda é importante para a cultura francesa, a ponto das classes menos favorecidas terem informação suficiente para se expressarem bem através do vestuário. Como forma de comunicação, acredito que num protesto a roupa é sim um fator importante, repare como o chapéu da francesa expressa um ar fúnebre.Se o vestuário não fosse relevante, não teríamos vestido preto e pintado nossos rostos durante o impeachment do presidente Collor.
Bjo Bjo

E.V.E. JE PENSEE QUE.... disse...

Concordo totalmente com vc, Ana Helena! Claro que a primeira vista, o que tem-se a pensar é que os pobres estudantes brasileiros da imagem não possuam recursos financeiros para estarem bem vestidos durante uma passeata (e alguém aí conhece algum estudante de universidade pública, rico ou pobre,que se vista bem?Eu não). Mas ao que tudo indica, é a falta de informação de moda, de se conscientizar que se vc aparece de top e shortinho ou bermuda em uma passeata (ou em qualquer lugar público decente), vc não está manifestando bom caráter ou uma boa imagem. Acreditem, nenhuma passeata é organizada por uma garota de top e shortinho (ou bermudão, argth!) ou um rapaz mal trajado.
Há que se ter sim, uma etiqueta até nisso, e um exemplo é a França, que é extremamente ligada à moda e tem consciência de boas escolhas.
Ai... eu adoro os franceses até nisso! =D